sexta-feira, 24 de junho de 2011

Show de Gal Costa em Angra - RJ

09/07/11 - Gal Costa em Angra dos Reis
Fonte: IlhaGrande.Org


GAL COSTA nasceu no dia 26 de setembro de 1945 em Salvador e seu nome verdadeiro é Maria da Graça Costa Penna Burgos. Começou sua carreira cantando entre amigos e familiares e em 1966 participou de seu primeiro festival de música (I Festival Internacional da Canção).

Em 1968 sua canção "Divino, Maravilhoso" conquista o 3º lugar no IV Festival de Música Popular Brasileira da TV Record e no ano seguinte, lança seu 1º LP solo.


Em 1978 recebeu seu primeiro disco de ouro com o LP "Água Viva". Desse disco, surgiu o espetáculo "Gal Tropical", onde Gal Costa deu uma virada em sua carreira, passando de musa hippie para uma cantora mais madura. O show acabou virando o disco em que a cantora interpretava alguns dos maiores sucessos de sua carreira, como "Balancê" (João de Barro - Alberto Ribeiro), "Força estranha" (Caetano Veloso), "Noites cariocas" (Jacob do Bandolim - Hermínio Bello de Carvalho), além das regravações "Índia" e "Meu nome é Gal".


Em 1981 Gal emplacou com sucessos como "Meu bem meu mal", "Massa real" (ambas de Caetano Veloso), "Açaí", "Faltando um pedaço" (ambas de Djavan), "O amor" (Caetano Veloso - Ney Costa Santos - Vladmir Maiakovski), "Canta Brasil" (David Nasser - Alcir Pires Vermelho) e "Festa do interior" (Moraes Moreira - Abel Silva).

Em 1988 Gal Costa grava um grande sucesso: "Brasil" (Cazuza - Nilo Romero - George Israel), para a abertura da novela da Rede Globo "Vale Tudo".

Gal lançou o disco e o espetáculo "O Sorriso do Gato de Alice" em 94, causando polêmica com a sua apresentação, ao entrar no palco cantando a música "Brasil", se arrastando pelo chão e mostrando os seios nus à plateia. Apesar da polêmica, Gal ganhou os prêmios Sharp e APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) daquele ano.

Em 2003 Gal lançou o CD "Todas as Coisas e Eu" e em 2005 completou 60 anos de vida e de grande sucesso.


Sem dúvida alguma, pode-se afirmar que Gal Costa é uma das melhores intérpretes do século XX. E, como estrela de primeira grandeza, nunca deixará de brilhar no firmamento do Brasil.

É com muita honra e prazer que receberemos esta diva da MPB no palco no 15º Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande, sábado dia 09 de julho.

Um comentário:

Centro Cultural Ensaio disse...

Sem dúvida alguma, pode-se afirmar que Gal Costa é uma das melhores intérpretes do século XX. E, como estrela de primeira grandeza, nunca deixará de brilhar no FIRMAMENTO DO MUNDO.