segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

1995 - Mina d'Água do Meu Canto



Após a experiência vanguardista e polêmica de "O Sorriso do gato de Alice", Gal resolveu apostar num repertório de clássicos conhecidos dos dois compositores mais importantes pós-bossa nova, Caetano Veloso e Chico Buarque. O show "Mina d'Água do Meu Canto" estreou no mesmo dia em que o Cd chegava as lojas, e se no show anterior Gal Costa era um revival da personalidade inquieta e provocadora da década de 60, no show que estreou no Teatro Castro Alves, em Salvador Gal Costa pisava no palco como uma diva, de saltos altos, um vestido rosa esvoaçante e uma echarpe transparente lilás que a cantora rodopiava enquanto cantava. O show era uma homenagem indireta a Tom Jobim, que havia morrido a pouco tempo, e na metade do espetáculo Gal cantava duas músicas do maestro. Um espetáculo bonito e correto, mas sem vôos criativos, "Mina d'Água do Meu Canto" representa a acomodação de Gal Costa no trono de diva da MPB e maior cantora brasileira, sem a mesma inquietação das décadas passadas, mas com a segurança das grandes vozes.  A direção foi a cargo de Jacques Morelenbaum e o cenário foi feito por Hélio Eichbauer.
Set List:

1- Milagres do povo (Caetano Veloso)
2- Baby (Caetano Veloso)
3- Dom de iludir (Caetano Veloso)
4- Bahia, minha preta (Caetano Veloso)
5- A Rita (Chico Buarque)
6- As vitrines (Chico Buarque)
7- Atrás da porta (Francis Hime - Chico Buarque)
8- Desalento (Chico Buarque - Vinícius de Moraes)
9- O quereres (Caetano Veloso)
10- O ciúme (Caetano Veloso)
11- Cajuína (Caetano Veloso)
12- Samba do grande amor (Chico Buarque)
13- Língua (Caetano Veloso)
14- Como um samba de adeus (Caetano Veloso - Chico Buarque)
15- Sem você (Tom Jobim)
16- Janelas abertas (Tom Jobim)
17- Futuros amantes (Chico Buarque)
18- Morena dos olhos d´água (Chico Buarque)
19- Quem te viu, quem te vê (Chico Buarque)
20- Tropicália (Caetano Veloso)
21- Lindeza (Caetano Veloso)
22- Odara (Caetano Veloso)

Bis

23- Folhetim (Chico Buarque)
24- Vaca profana (Caetano Veloso)
25- Coração vagabundo (Caetano Veloso)



Fonte: Doug Carvalho - Verdadeira Baiana

Nenhum comentário: